UMA BREVE LEITURA FILOSÓFICA DO GOVERNO LULA (CONCLUSÃO DO TCC)

Assim que possível vou publicar na integra meu 
Trabalho de Conclusão de Curso. 
Por enquanto posto a conclusão do trabalho como breve apreciação. 
CONCLUSÃO



Vendo a definição de política por parte dos clássicos, a formação da identidade política no Brasill, nota-se um rumo discrepante na era lulista. A formação da identidade do Partido dos Trabalhadores foi construída em meio a fatores graduais, dês de a sua fundação na esquerda católica até a chegada no poder.
Luiz Inácio Lula da Silva, como um destacável metalúrgico sindicalista, usou sua história sofria a favor de um crescimento popular.  Sua trajetória é reconhecida como superação, o agora Presidente da República Federativa do Brasil demonstra as características lapidadas na sua trajetória política, do esquerdista radical ao presidente “paz e amor”.
A corrupção foi um sério problema acentuado no período lulista, tornando um dos principais focos da crítica política nacional. Os filósofos conceituaram os fatores de corrupção em um Estado que se encaixa bem na realidade do Governo Lula.  Diante de tal realidade Lula anulou a sua figura de gerenciador não se responsabilizando como presidente e preferiu uma política de  marketing.
O PNDH-3 (Programa Nacional de Direitos Humanos – 3 ) foi considerado a principal iniciativa de Lula na demonstração das reais ideologias do seu governo. Levantando oposição e debate entre varias classes da sociedade. Agredindo a liberdade humana o projeto traz propostas contra a natureza filosófica-cultural brasileira.  Tal como a legalização do aborto, a exclusão dos símbolos religiosos de locais públicos, o reconhecimento da prostituição como profissão, união civil entre pessoas do mesmo sexo, controle da imprensa, desapropriação de terras, entre outros, a  proposta agride a consciência nacional e merece uma reação a altura

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Questões respondidas sobre Platão - Por prof. Ítalo Silva

Questões respondidas sobre o Iluminismo

Preleção da intolerância sangrenta...