Sinal: Dilma manda tirar Bíblia e crucifixo do gabinete


Povo brasileiro hoje foi noticiado nos principais meios de comunicação que a vossa presidente, ou precidenta como queiram chamá-la, retirou alguns símbolos religiosos do seu gabinete. Para os lideres cristãos que a apoiaram em campanha talvez isso signifique alguma coisa.
Mas o que valem peças tão insignificantes como o crucifixo e a Bíblia para alguém que declarou veramente ser a favor do aborto? Não digo do que ela disse em campanha, mas anteriormente quando talvez não se preocupasse com votos, afinal nunca foi eleita a nada e sim indicada a cargos tão importantes dentro de uma nação.
Não acho complicação perceber mais uma contradição da senhora Dilma. Pois se não estou muito enganado ela disse ser cristã católica e dentro do sei do catolicismo não cabe tal comportamento, os católicos que conheci, por menos praticantes que fossem, respeitavam um Crucifixo e o significado que ele tem.
Sei que tem gente justificando como um principio para que se torne um Estado Laico. Não me convence. Penso que a eloqüência é de uma negação exata ao que “aquilo” significa para ela. Para um poder que busca o totalitarismo, a injustiça, os interesses próprios, a manipulação das massas, o condicionamento do povo ao Estado e a maldição do aborto certamente a cruz de Cristo deve ser um grande incomodo.
Pergunto-me que valor tem a tradição bíblica para a católica Dilma? Serão somente as conveniências que se encontram na Sagrada Escritura? Não me espanta, mas a você cristão que acreditou nas ladainhas da campanha deveria espantar, lamento te informar, mas você foi enganado, “comprou um lobo na pele de cordeiro.”
Lembram o quanto citou o nome de Deus na campanha? Perceberam no discurso da vitória como não encontramos Deus no seu pronunciamento? Como não o encontraremos na sua forma de gerir o Estado que foi formado em bases cristãs.
Ela é a forma descarada do governo lulista. Lula era um pouco mais discreto e maleável em sua postura, mas Dilma não será. Como disse o seu coleguinha Chavez: “Dilma é uma companheira de fibra, participou da guerrilha armada (...) é de pulsos fortes.” Está claro cristão, vocês estão sujeitos a força desse pulso feminino, isentos de meiguice e abundante ao não-cristianismo.
Aos cristãos decepcionados só cabem por enquanto o lamento, e quem sabe quando tudo piorar se organizarem para uma nova cruzada. A guerrilha agora e contra os valores transcendentais tão preservados na tradição cristã. O desastre moral está por começar, ou continuar declaradamente, a poderosa chefona já está no seu posto. Para os que crêem muito em Deus preparem as armas da oração, pois a “besta” está no poder e combatê-la pode não ser fácil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Questões respondidas sobre Platão - Por prof. Ítalo Silva

Questões respondidas sobre o Iluminismo