Esvaziando o cálice: "Aqui não é a sua Igreja... Não queira colocar aqui suas convicções de fé."

 Ser tolerante com diversidade religiosa. Ok! O Estado é laico? Creio que depois de todos os anos agora sim. Não? Quem não segue a lei a gente costuma chamar de criminoso. Vou usar esse termo então para expressar a minha indignação e incômodo (‘no uso das minhas atribuições’ cidadãs de ser crítico e livre para expressar minha opinião em defesa da Lei e do Estado). Uma colega de trabalho CRIMINOSA se sentiu ofendida e buscou mais uma vez me agredir verbalmente por que eu lhe esclareci que ficar pregando dentro da repartição pública é errado. Depois de todo argumento de que o Estado é laico e tal tal. Ela me diz que se estiver errada vai continuar fazendo, pois faz isso há mais de vinte anos. A coleguinha servidora pública disse que me prenderia por estar lhe incomodando com meus argumentos em horário de trabalho. (Usar o horário de trabalho para pregar, material público para fazer cartazes de venda de ideologias religiosas, julgar os outros pela balança de sua fé no horário de trabalho – em alta voz... isso pode?) Só para situar, a criminosa em questão, estava fazendo colagem de mais uma frase religiosa no mural. Segundo ela ainda, é uma frase bíblica inofensiva que não ofende ninguém e que "todos são cristãos". Santa Ignorância. Até quando as pessoas vão entender que infligir a Lei é crime e pronto. Ser criminoso em nome de deus e da sua fé lhe faz menos criminoso? Falta muita evolução intelectual e cidadã. A separação da Igreja do Estado é uma necessidade ideológica que tem uma significância gigantesca na compreensão filosófica da nossa história. Continuar reforçando ideias religiosas dentro onde o dever é de ser laico é horrendo. Da outra vez fui atacado por criticar umas reuniãozinhas de gente religiosa que existiam dentro dessa mesma instituição. Semanalmente fazia-se umas orações onde se via nitidamente uma louvor ao ego dos dirigentes da reunião, sempre com palavras de agendamentos ideológicos com ataques a vida pessoal dos outros colaboradores (e outras podridões exalavam...). Outras vezes tais “devocionais” eram expositores públicos do poder da oratória e da retórica. Outro detalhe é que somente eram aceitas orações ditas cristãs. (Digo ditas justamente por saber que arrogância não é carisma nos preceitos da raiz do cristianismo.) Estou cheio de fingir que nada esta acontecendo. As ideologias negativas na sociedade, contra os direitos humanos por exemplos, se fortalecem cada dia por pessoas estúpidas como essa... Por alguns eleitos para dizer e trabalhar em nome do povo que defendem suas convicções religiosas nos plenários de câmaras municipais, estaduais e federais, no Congresso Nacional... em repartições públicas diversas e tal tal... A desgraça esta armada. Cada um defendendo sua própria cabeça sem foco no bem comum... Onde vamos parar Brasil? “Que país é esse?” E termino com o que argumentei com a Criminosa que me tirou do sério:
>> "Você esta colocando uma frase bíblica que expressa crença, ai encontra o erro. Já que você se julga muito sábia e seguidora do livro da fé cristã vou te lembrar uma frase bíblica (de Jesus) 'Dai a Cezar o que é de Cezar e a Deus o que é de Deus...', em?" A cínica ainda me diz: "o diretor da instituição permite". E eu lhe pergunto: "Ele por acaso é maior do que a Lei?". Vamos cada um cuidar do que é seu? Cada um no seu quadrado. Estado para o Estado, Igreja para a Igreja. #Chega #EstadoLaico#Cansado #Hipocrisias #Estupidez #Laicismo #Ofendido #Liberdade
 — se sentindo irritado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Questões respondidas sobre Platão - Por prof. Ítalo Silva

Questões respondidas sobre o Iluminismo

Preleção da intolerância sangrenta...